Perguntas frequentes

O participante pode escolher um percentual entre 1% a 5% do seu salário aplicável. Esta contribuição denomina-se básica e tem a contrapartida de 150% da GE.

Não. A contrapartida da GE ocorre somente sob a contribuição básica. A contribuição voluntária é um adicional que o participante pode fazer para acumular mais recursos para a sua aposentadoria e obter incentivo fiscal na sua Declaração de Imposto de Renda.

Sim, a base de cálculo de seu imposto de renda será deduzida diretamente na folha de pagamento no montante de suas contribuições para a GEBSAPrev, até o limite máximo de 12% de sua renda.

Não, você pode realizar contribuições para o plano até quando desejar. No entanto, a contribuição da empresa cessa quando o participante atingir 62 anos de idade, 5 anos de serviço na GE e 2 anos de adesão ao plano da GEBSAPrev.

A taxa de administração do plano é custeada pelo retorno dos investimentos.

Sim, sendo elegível a qualquer benefício do plano (aposentadoria antecipada, normal, invalidez ou morte), 100% das contribuições da empresa são de direito do participante ou dos seus beneficiários.

Na solicitação da aposentadoria, você pode resgatar até 25% do saldo à vista. O saldo remanescente deverá ser convertido em forma de renda.

As formas são:

  • percentual do saldo (0,1% a 2%);

  • prazo determinado (5 a 20 anos);

  • renda vitalícia em quotas.

Não. O participante pode suspender suas contribuições mensais e retornar quando desejar. Porém, o resgate é permitido somente após o término do vínculo empregatício.

Essa é uma decisão individual. Mas, na essência, considere aos menos três fatores na hora de escolher a melhor alternativa para o seu caso:

  • tempo que falta para a aposentadoria;

  • valor estimado do beneficio de aposentadoria;

  • existência de uma poupança de emergência, para não precisar mexer no dinheiro investido na Previdência antes da aposentadoria.

Os regimes, basicamente, são os seguintes:

Regime regressivo - a alíquota do imposto de renda a ser aplicada sobre o valor do benefício ou do Resgate depende do tempo de acumulação de cada contribuição. Quanto maior o tempo de cada contribuição no plano, menor a alíquota de imposto de renda a ser aplicada.

Regime progressivo - neste regime de tributação, aplica-se a mesma tabela que é utilizada para cálculo de imposto de renda nos salários.

Não, a legislação não permite a mudança de tributação após a escolha.

Existem quatro alternativas no desligamento: Resgate, Autopatrocínio, Benefício Proporcional Diferido e Portabilidade. No momento do desligamento, o participante pode escolher entre essas opções. Leia mais sobre as opções no material explicativo para caso de desligamento. Procure a GEBSAPrev, por e-mail ou telefone. Você receberá seu extrato e o formulário de desligamento para escolher por uma das opções acima.

Não, você poderá manter o seu saldo investido na GEBSAPrev. Pode, inclusive, continuar contribuindo para o plano.

Não, independentemente da forma de seu desligamento, as opções continuam válidas, sem nenhum tipo de penalidade.

Seu plano não é PGBL e nem VGBL. O GEBSA-PREV é um plano fechado de previdência complementar exclusivo para os colaboradores da GE. PGBL significa Plano Gerador de Benefícios Livres e VGBL significa Vida Gerador de Benefícios Livres.

O PGBL pode ser transferido, mas o VGBL não, porque não é considerado plano de previdência, mas sim um seguro.

É aquela que desempenha ou que tenha desempenhado, nos últimos cinco anos, cargos, empregos ou funções públicas relevantes, no Brasil ou em outros países e territórios estrangeiros e em suas dependências, bem como seus representantes, familiares e outras pessoas de seu relacionamento próximo.

A diferença está no percentual de aplicação em renda variável, que é de até no máximo 18% no Moderado e de até 36% do Agressivo. Os perfis superconservador e conservador não aplicam nesse segmento. Essa exposição à renda variável faz com que os perfis moderado e agressivo tenham variação nas cotas proporcionais à exposição e maiores que os perfis superconservador e conservador. Leia mais sobre perfis de investimento, solicite o material à Equipe GEBSAPrev.

A mudança de perfil pode ser feita uma vez ao ano, no primeiro semestre. Vale lembrar que, no caso dos assistidos do Plano GEBSA-PREV, a escolha do perfil não impacta no percentual de resgate.

Novas questões

Cada Participante tem objetivos diferentes e prazos específicos para alcançá-los. Por entender essas diferenças, a GEBSAPrev oferece quatro Perfis de Investimento em seu plano de aposentadoria, para que você tenha mais flexibilidade para planejar seu futuro. 

  • Superconservador (curto prazo) - é o que apresenta menor risco devido à menor exposição às oscilações do mercado financeiro, o que pode resultar em ganhos financeiros menores no longo prazo, em comparação às demais opções. Seus recursos estão 100% alocados em renda fixa com maior liquidez. É um perfil indicado para quem está próximo da aposentadoria ou já aposentado. Objetivo de aplicar 90% em CDI.

  • Conservador (curto/médio prazo) - apresenta um risco baixo, porém, com maiores oscilações do que o perfil anterior, com o objetivo de buscar ganhos financeiros maiores, em comparação ao Perfil Superconservador. Seus recursos estão 100% alocados em renda fixa com objetivo de aplicar 45% em CDI.

  • Moderado (médio/longo prazo) – sua rentabilidade oscila um pouco mais que a dos perfis com 100% em renda fixa, pois possui recursos investidos no segmento de renda variável. Esta exposição um pouco maior ao risco pode trazer rentabilidades maiores ou menores, de acordo com o mercado de ações. A alocação em renda variável pode variar entre 12% e 18% do total dos investimentos. Este perfil é indicado para quem aceita renda variável, entende que terá oscilações, mas busca retornos melhores no médio e longo prazo.

  • Agressivo (longo prazo) - apresenta maiores oscilações nos rendimentos por ter uma parcela maior no segmento de renda variável. Esta exposição ao risco pode trazer ganhos significativos e perdas financeiras na mesma proporção. Por este motivo, é indicada para pessoas que aceitam correr um risco maior em busca de maiores retornos no longo prazo. Os recursos alocados em renda variável podem ir de 24% a 36% do total dos investimentos e o restante permanece em renda fixa.

São as pessoas que terão prioridade no recebimento do benefício, caso ocorra o falecimento do Participante. Estão incluídos nesta condição: o cônjuge (ou companheiro) e os filhos solteiros com até 21 anos de idade, desde que reconhecidos como dependentes pela Previdência Social.

Qualquer pessoa física inscrita no plano pelo Participante que, na ausência de Beneficiários, terá direito a até 50% do saldo da Conta do Participante conforme descrito no Regulamento.

Para aderir ao plano GEBSA-PREV, você precisa preencher o Formulário de Adesão. Neste documento, deve informar:

  • Dados pessoais e da empresa;

  • Opção em relação à participação no plano;

  • Definição do percentual de contribuição voluntária;

  • Opção de tributação;

  • Declaração de pessoa politicamente exposta (PPE);

  • Perfil de investimento;

  • Nome dos beneficiários;

  • Data e assinatura.

O Formulário Original deverá ser enviado à GEBSAPrev no endereço: Av. Maria Coelho de Aguiar, nº 215 – Bloco B, 3º andar – São Paulo/SP - CEP: 05804-900

As contribuições para a GEBSAPrev são efetuadas mensalmente, 13 vezes por ano, ocorrendo duas vezes em dezembro. O participante contribui com uma parte e a empresa com outra, ainda maior.

O saldo de conta é formado pelo total de contribuições feitas pelo participante, somado às contribuições feitas pela empresa e pela rentabilidade obtida com o investimento desses valores no plano.

As contribuições do participante são as seguintes:

Contribuição Básica:

  • Corresponde à aplicação de um percentual inteiro entre 1% e 5% do Salário Aplicável do Participante;

  • O percentual pode ser alterado anualmente em maio, para vigorar no 2º mês após a opção;

  • É descontada diretamente na folha de pagamento.

Contribuição Voluntária:

  • Corresponde à aplicação de um percentual entre 1% e 10% do salário do Participante;

  • O percentual pode ser alterado anualmente em maio, para vigorar no 2º mês após a opção;

  • É realizada com preenchimento de formulário específico fornecido pela GEBSAPrev;

  • É descontada diretamente na folha de pagamento;

  • Não há contrapartida da patrocinadora.

Contribuição Esporádica:

  • A frequência é definida livremente pelo participante;

  • Não há limite mínimo ou máximo para esta contribuição;

  • O depósito é feito direto na conta da GEBSAPrev, preenchendo um formulário específico;

A contribuição da empresa é a Contribuição Normal, que corresponde a 150% da Contribuição Básica do Participante.

Recomenda-se ao participante fazer a Contribuição Básica no percentual máximo, antes de fazer a Contribuição Voluntária e Esporádica. Dessa forma, aproveita melhor a contrapartida da empresa.

Somente os participantes que já efetuam a Contribuição Básica podem efetuar as contribuições Voluntária e Esporádica.

Não existe melhor idade para se aposentar. O importante é ter consciência de que quanto antes você começar a investir, maior será o seu período de acumulação. Poupando por um tempo maior, seu esforço fica menor e os resultados, sem dúvida, muito melhores no planejamento do seu futuro.

Todo investimento está sujeito a algum tipo de risco, mesmo os mais conservadores. No entanto, ao investir no Plano GEBSA-PREV, você conta com uma equipe altamente capacitada para a gestão dos recursos, que conhece o mercado e as diferentes opções de investimentos, buscando sempre os melhores resultados e minimizando riscos. O fato de investir com foco no longo prazo também faz com que você passe pelos momentos de instabilidade de olho sempre no futuro, sem perdas.

O dinheiro que você deposita ao longo do ano (aportes ou contribuições) pode ser descontado do imposto de renda a ser pago, no limite máximo de 12% da sua renda bruta anual tributável. O benefício fiscal dos planos de previdência é destinado a quem utiliza o modelo completo na hora de declarar seu IR.

Para aproveitar este benefício, o ideal é comparar, mensalmente, se o valor da sua contribuição básica tem sido compatível à dedução permitida. Caso isso não ocorra, você pode complementá-la, por meio das contribuições voluntária e esporádica.

O objetivo, com esta estratégia, é que o dinheiro economizado com imposto seja direcionado ao crescimento do seu patrimônio, pensando no futuro.

Existem duas situações, a saber:

Aposentadoria Antecipada – condições necessárias:

  • Desligar-se da patrocinadora;

  • Ter, no mínimo, 55 anos de idade, 5 anos de Serviço Contínuo e 2 anos de participação no plano.

Aposentadoria Normal – condições necessárias:

  • Desligar-se da patrocinadora;

  • Ter, no mínimo, 62 anos de idade, 5 anos de Serviço Contínuo e 2 anos de participação no plano.